19 de dez de 2005

Isso é que é empresa bem sucedida!


"Todo furto ou roubo de veículo é encomendado (...). Os que mais encomendam são os ferros-velhos, para desmanche. Pagam R$ 500 por carro, faturam mais do que o dobro disso." Os carros podem ser escolhidos. Cor e marca fazem parte do pacote.

"Assaltante de banco também encomenda e paga melhor, em geral, 20% (lucro do ataque ao cofre)." "Traficante também paga bem, uns R$ 1 mil por carro importado. Aí a gente leva numa oficina, tira os forros do carro e recheia com droga. Pode ser apenas para atravessar a cidade. Ou então para viajar até a fronteira, ir para o Exterior. Eu faturo cerca de R$ 5 mil por mês." Eles, inclusive, conseguem emplacar o veículo como sendo de outro país, após deixarem durante um período de quatro dias em média em uma garagem para "esfriar", ou melhor, despistar.

O vidro, em geral, é fumê, por isso há tanta rejeição por parte dos agentes fiscalizadores de trânsito em relação às pessoas que pretendem usar o vidro escuro, que dificulta o reconhecimento do motorista caso seja um ladrão.

Os ladrões nunca agem sozinhos, sempre há um que vigia enquanto o outro age. Se um se ferra o outro vai junto. E, além do mais, nem ladrão quer correr o risco de agir sem um braço direito. Não é só político que rouba acompanhado. Ao longo do trajeto de fuga o motorista é substituído pelo companheiro para o caso de ser pego e assim não ser reconhecido pela vítima. Assim o ladrão só leva punição por receptação.

Os ladrões dizem que preferem não usar o revólver e sim a mixa (chave que abre qualquer carro), pois a pena por furto é bem menor. Furtos acontecem mais ao dia e roubos mais à noite.

Mas o pior de tudo é o envolvimento dos policiais em tudo isso. Eles são avisados pra sair fora quando o pessoal está trabalhando. E é aí que está o ponto mais nevrálgico de tudo isso. Enquanto a corrupção estiver presente entre os órgãos públicos responsáveis pela nossa segurança (e entre todos os outros órgãos em que ela está presente) nunca acabarão os problemas de segurança pública que tanto atormentam a vida a sociedade.

PS: As falas entre aspas foram retiradas da Zero Hora do dia 19.12.05, onde uma ladrão de carros concedeu uma entrevista. O ladrão tem 30 anos e rouba desde os 18. Ele faz parte da linha de frente da Furtos e Roubos de Veículos SA, que é capaz de sumir com 53 carros em um dia.

Um comentário:

  1. É isso aí Gil Tassia Gomes. hehehe. Tem coisas que por estarmos ocupados demais passa despercebido e uma delas são as "empresas" do crime com uma organização que as vezes chega a dar inveja aos políticos do país. hehehe. Continua escrevendo ai pra eu ter novidades pra ler todo dia de manhã! ;)

    ResponderExcluir

Feedbacks sinceros me interessam. Go ahead!