15 de dez de 2005

What's Going On?


O que está acontecendo com as pessoas nesse mundo? Estamos rodeados por uma realidade completamente absurda e muitas pessoas sequer ligam pra todos os problemas que as rodeiam. Eu não consigo aceitar que existam pessoas que ignoram tudo que está acontecendo na sua cidade, no seu estado, no seu país e no mundo. Como podem ser tão alienadas a ponto de não saberem nem o que está acontecendo na sua esquina?

Seria tão bom se todas as pessoas lessem ou vissem o jornal ao menos uma vez por dia. E seria melhor ainda se, pelo menos, passassem os olhos pela página policial. Todos os dias os jornais nos bombardeiam com notícias que nem ao menos paramos para refletir o quão absurdas são, já que se tornaram parte do nosso cotidiano. Eu era uma dessas pessoas que considerava a página policial chata. Achava que bastava eu saber as notícias de violência relacionadas a minha cidade, para que assim eu me mantesse atenta aos perigos a que ela nos expõe. Até que comecei a perceber que faço parte do mundo e não só de uma cidade. E é isso que as pessoas deveriam fazer também. Se preocuparem menos consigo mesmas e mais com os outros.

Ontem de manhã, ao ler a Zero Hora, me deparei com duas notícias de morte em Porto Alegre. Uma de um dono de farmácia, no bairro Nonoai, que morreu baleado após reagir a um assalto. Cabe uma observação: é a 19ª vez que a farmácia é assaltada esse ano. A outra foi de um garoto que morreu com dois tiros no centro da cidade. À tarde, ao ler o Diário Gaúcho, me deparei com mais várias mortes na região metropolitana. Entre elas, a de um jovem de apenas 16 anos. Sem falar nas mortes que ocorrem em Alvorada. Quando será que o pesadelo desse pessoal vai acabar?

E que tal o adolescente de 13 anos que estuprou uma senhora de 96 anos no Rio de Janeiro ontem? Ou quem sabe aquele estudante que matou outro dentro da faculdade de São Paulo por motivos ridículos? E ainda tem mais essa: Guilherme de Pádua, o assassino confesso de Daniella Perez, vai casar. Assim como o recém executado chefe de gangue ontem, que quase foi indicado ao Prêmio Nobel. Desde quando assassino vira bonzinho porque se converteu? Quem disse que eles não podem ter uma recaída?

Existem teses científicas que inclusive foram divulgadas no Fantástico, de que os assassinos já nascem com algo a mais que reforça sua conduta violenta. Algo que não tem cura. Desculpa se ofendo alguém, mas que mania estúpida essa de a igreja evangélica querer converter tudo que é assassino e estuprador dentro da cadeia e ainda defender eles dizendo que estão arrependidos e que Deus perdoa. Se eles estão arrependidos que bom, o problema é deles, mas as pessoas que eles feriram ou mataram, com certeza, não estariam arrependidas se eles ficassem presos até os fins de seus dias (exceto algumas pessoas que não consigo entender e nem quero). Perdão pra assassino eu não dou. E ninguém, nem padre, deveria dar. Eu, que também tenho meus medos e inseguranças, não consigo me conformar com o sistema desse país. Assassino tem mais é que ser executado, como nos EUA. Se Jesus Cristo morreu por nós e era uma pessoa que só queria nosso bem, por que um assassino não deve morrer e pagar seus pecados lá em cima? Que se arrependa lá, longe dos nossos olhos e preservando nossa segurança aqui na terra. Deus que perdoe. Eu não perdôo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Feedbacks sinceros me interessam. Go ahead!