Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2006

Viva à geração passada!

"Como os loucos sempre têm a vida abreviada, nos resta esse consolo cristão de que só assim eles sobrevivem. Tarso (Tarso de Castro, criador do Pasquim) juntou a turma que pôs o dedo na cara da ditadura. Não há mais ditadura, mas tem tanta coisa da democracia pedindo algumas loucuragens. Imagine como o mundo das CPIs, dos Delúbios e dos Malufs seria bem mais divertido se Tim Maia, Raul Seixas, Henfil, Nelson Gonçalves e Cazuza ainda estivessem por aí. Ou eles teriam se transformado em velhinhos reacionários? Tim Maia estaria cantando soul-pagode? Raul Seixas musicando a prosa do Paulo Coelho? "
"O problema é que quase todas as artes, com algumas exceções por conta do Ronaldinho e da Daiane, foram tomadas pelos centromédios e pela cultura dos ursos pandas que fazem sexo uma vez por ano, são felizes comendo brotos de bambu e nos convencem de que o bom mesmo é torcer pelo Agustinho no Big Brother. Nem jogador de futebol transgressor existe mais. Nem um presidente como JK, …

Será que tem jeito?

As críticas à mídia continuam crescendo. Logicamente, elas nem sempre são negativas, porém essas parecem se sobreporem, talvez devido ao impacto superior que causam. Também pudera, pois a televisão brasileira parece piorar a cada dia, diferentemente do que muitas pessoas pensam. Mas não iremos aqui questionar o que as pessoas que pensam positivamente acham da mídia. Iremos analisar até que ponto as críticas negativas estão corretas.
Os programas televisivos atuais estão cada vez mais pobres de conteúdo. Isto é, eles exploram cada vez mais a sexualidade e a violência. Produzem-se programas que seguem padrões extremamente semelhantes e que influenciam negativamente todos os receptores, principalmente as crianças, que são alvos fáceis da TV. Essas passam horas em frente a TV absorvendo praticamente na íntegra tudo que ela transmite, assim prejudicando seu desenvolvimento natural. Elas são informadas desde cedo sobre sexo, violência e drogas entrando num mundo que era muito distante do de…