26 de jan de 2006

Viva à geração passada!


"Como os loucos sempre têm a vida abreviada, nos resta esse consolo cristão de que só assim eles sobrevivem. Tarso (Tarso de Castro, criador do Pasquim) juntou a turma que pôs o dedo na cara da ditadura. Não há mais ditadura, mas tem tanta coisa da democracia pedindo algumas loucuragens. Imagine como o mundo das CPIs, dos Delúbios e dos Malufs seria bem mais divertido se Tim Maia, Raul Seixas, Henfil, Nelson Gonçalves e Cazuza ainda estivessem por aí. Ou eles teriam se transformado em velhinhos reacionários? Tim Maia estaria cantando soul-pagode? Raul Seixas musicando a prosa do Paulo Coelho? "

"O problema é que quase todas as artes, com algumas exceções por conta do Ronaldinho e da Daiane, foram tomadas pelos centromédios e pela cultura dos ursos pandas que fazem sexo uma vez por ano, são felizes comendo brotos de bambu e nos convencem de que o bom mesmo é torcer pelo Agustinho no Big Brother. Nem jogador de futebol transgressor existe mais. Nem um presidente como JK, que planejava Brasília enquanto dançava. Ainda bem que a nostalgia está na moda. A velhice tem essa vantagem de se poder dizer que antigamente tudo era melhor e que jamais alguém conseguirá imitar o sabor de uma Grapette." (coluna do Paulo Sant'Ana do dia 25.01.05 - pra quem ficou curioso, leia o texto na íntegra)

Não sei exatamente porquê resolvi copiar esses trechos do texto. Talvez porque eu concorde plenamente com tudo o que está escrito nele. Talvez porque eu concorde com a nostalgia dos velhinhos quando dizem que antigamente tudo era melhor, em parte, ao menos.

Pensem bem. Está faltando transgressão nesse país pra que as coisas passem a dar certo. Onde estão os estudantes revolucionários dos anos 60, 70 e 80? Só porque vivemos numa democracia não significa que não temos mais nada pra mudar. Afinal, se vivemos numa democracia quer dizer que temos direito de falar e de tentar mudar o que está errado. Onde está a voz ativa do povo?

Há muitas pessoas que preferiam o tempo da ditadura. Diziam que naquela época não haviam assaltos, violência e absurdos como os que têm hoje, bastava as pessoas ficarem na sua. Será que a culpa por essa opção maluca não é da nova geração que não sabe aproveitar a liberdade que a geração anterior conquistou?

Sei lá. Falei isso só por falar. Pra mostrar o quão grande é minha revolta com a alienação da gurizada de hoje. É triste saber que não vai mudar. Cansei de acreditar em fantasia! Viva ao passado em que os jovens sabiam ser jovens sem serem ignorantes e alienados!

Um comentário:

  1. Olha, tu me deu uma bela idéia de pauta ("mais uma né"). Acho que tenho que criar vergonha na cara e escolher meus próprios assuntos. Mas com uma fonte tão criativa como este teu blog, pra que trabalho né, é mais fácil se inspirar e jogar meu ponto de vista... hehehe...

    ResponderExcluir

Feedbacks sinceros me interessam. Go ahead!