Pular para o conteúdo principal

Pra tudo há uma resposta

Lixo sem lixo

Fui abordada na rua por um guardinha de uma escola. Ele me disse para que eu não jogasse o meu chiclete na calçada. Eu respondi: - Tudo bem, desde que você coloque lixeiras nas ruas, eu não colocarei meu chiclete nas calçadas, porque na minha bolsa é que não vou guardar ele. E saí. Essa função não é dele. Muito menos minha, foi mal.

Agradecendo à gentiliza!

Eram 23 h. Eu estava na parada de ônibus próxima à minha faculdade. A parada estava lotada. Normal. Em horário de saída das aulas é assim mesmo, um ônibus de 20 em minutos se duvidar.


O ônibus finalmente chega. Vai lotar. Lombas? Pra subir é brabo eim?! Como de costume, eu tento ir mais pra frente pra tentar subir no ônibus antes de algumas pessoas que possivelmente possam sentar-se em um lugar onde minha bunda estaria bem acomodada. Uma moça um pouco grande para os lados começa a me xingar: " Quer passar na frente? Passa. Tem gente que não pode esperar." Eu olhei pra trás e falei: "Obrigada". Ela me questionou: "Obrigada por quê?". "Por me deixar passar na tua frente, ora."Subi no ônibus. Eis a vantagem de eu ser pequeninha (e não grande pros lados) , facilita minha intromissão na frente dos outros.


Já dentro do ônibus, aquela gritaria por causa da superlotação, e eu sentada num banco destinado aos velhinhos, já que os outros estavam cheios. Calma gente, eu não sou tão sem coração assim. Se tivesse um velhinho eu cederia meu lugar certamente, mas pelo menos até agora eu não vi nenhum velhinho universitário aquela hora no ônibus. A moça simpática subiu e teve a audácia de me dirigir a palavara ostentando um olhar ameaçador. Ui que meda balofa!"Qual a diferença de subir antes ou depois? Todo mundo entra no ônibus do mesmo jeito." Ela me olhou com um olhar triunfante, então. Acho que ela pensou que eu iria me calar diante da afirmação tão óbvia dela. Pelo contrário, reagi. Odeio ficar quieta. Mesmo que eu esteja errada insisto até o fim. "Se tu não sabe a diferença eu te explico. Entrando antes eu consegui um lugar pra me sentar, e tu não. Mas se tu quer ficar de pé, não tem por que se importar por eu passar na tua frente né, amada?! " Ela saiu bufando, e falando, blá, blá, blá, sem párar. Ô vitrolinha chata eim. Vai de pé e cala esse trombone troxa! (isso eu não falei, eu sei manter a classe...às vezes)

Moral: Até quando estamos errados podemos sair por cima. Aprendi isto com algumas gurias que se acham as coelhinhas da palyboy.

Comentários

  1. mal educada, intromedita!!!!
    iuahiauhauihauihiahiauhauiauihaiauaihauihauihiahiahihauiahiahuihaihaiuuiahiahiahahiahihaiahiauhiahihaiaia

    ResponderExcluir
  2. Volta já pra Unisinos, o Ipa tá com más influências. hehehe Logo abaixo tem uma ótima seleção do frases e poemas do Quintana e chego o topo da página e tem estas histórias. Sem comentários hoje. Estou de protesto!

    ResponderExcluir
  3. iaiii barrakeira.. aidna vem no blog falar dos barracos que faz na rua... Bem vilera mesmo eauieahae
    e ainda nao t esquece, lixeira é com a gente!! então nao reclama com o guarda se nao se fudemo eheheh
    e outra, dexa de se porca, come o chicle até chega em ksa eheheheh
    bjosss

    ResponderExcluir
  4. ééé´barraco...
    Maria do Bairro, não pode nem, andar de ônibus..
    coitada da senhora Obesa euiahaeui

    ResponderExcluir
  5. bem coisa de Tássia meeeeesmo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Feedbacks sinceros me interessam. Go ahead!

Postagens mais visitadas deste blog

O tempo passa, o tempo voa...

"Não deixe nada pra depois, não deixe o tempo passar. Não deixe nada pra semana que vem, porque semana que vem, pode nem chegar." A Pitty falou tudo né? Quem sabe o dia de amanhã? Deus? Talvez. Não sou exemplo de organização, mas sempre procuro diminuir ao máximo minhas pendências. Só durmo se estou caindo de sono mesmo. Pois se ainda sou capaz de pensar, ainda sou capaz de fazer o que tenho pra fazer. As olheiras que se danem. Nem as disfarço (tenho preguiça).

Carrego sempre comigo um bloquinho de notas (cafonérrimo, a propósito). Nele vão tarefas que tenho que cumprir, trabalhos a fazer, lembretes, dicas de filmes e livros que recebo e, acima de tudo, idéias, muitas idéias. Deixar pra depois faz com que eu fique sobrecarregada, me estresse e acabe desistindo de muitas coisas. Por isso, me dedico muito aos meus "deveres" que eu mesma me imponho e vou riscando eles do bloquinho conforme vou cumprindo-os. Posso ter preguiça de lavar louça, mas meus textos, trabalhos …

Textos para Capricho (2 em 1)

Moda verão...qual a tendência de corpo pra próxima estação?O verão vem chegando e a as academias vão superlotando. Dois meses antes de ir pra praia, guris e gurias vão em busca do corpo perfeito. Meio difícil, pois o corpo perfeito não se atinge em dois meses e, às vezes, nem em anos. Talvez com muito silicone, suplemento, musculação e principalmente dedicação, mas não da noite pro dia. Isso se a moda for ser bombado (a) ou saradérrimo(a), é claro.Cuidado, o conceito de corpo perfeito varia em média a cada cinco anos. Não é só roupa que vira tendência, corpo também. Que tal se um ano após colocar seu silicone a moda vira seios pequenos, como nos tempos em que Cláudia Raia, Adriane Galisteu e Carolina Ferraz eram as tops? Nada muito improvável, afinal, no ano das mulheres samambaias, frutas e por aí vai, gostosas como Juliana Paes e Débora Secco estão investindo na próxima tendência: ser magérrima. Atualmente, estão pesando em torno de 47, 50 quilos. Corpo e moda tem tudo a ver. Ningué…

Entrevista: Carol Teixeira

LOUCA PELA VIDA
“Pessoas mesmo são os loucos, os que são loucos por viver, loucos por falar, loucos por serem salvos (...)”. Essa é uma parte de um poema de Jack Kerouac que Carol Teixeira tem estampado na parede de sua sala. É outra maneira que Carol encontrou de transbordar, como se não bastassem as frases tatuadas em seu corpo, escritas em seu blog e em seus livros. Carol é assim, transparente. Seu corpo, seu jeito, sua casa, seus livros, tudo é ela. A escritora e filósofa de 28 anos é autora dos livros “De Abismos e Vertigens” e “Verdades & Mentiras”. É colunista da Cool Magazine e dos sites http://www.lpm.com.br/ e http://www.queb.com.br/ e editora da nova Revista do Beco. Já escreveu peças de teatro, fez programas de rádio, participou de um reallity show, viajou pelo mundo, foi dona de bar, ama a noite, Nietzche, Caio Fernando Abreu, Fred e, acima de tudo, a vida.
Tu já passaste por três cursos: Jornalismo, Direito e Filosofia. Desististe dos dois primeiros seguindo firme com…