8 de jan de 2007

Que Salsinha o quê, ela quer é uma Pimenta Malagueta!

Mulher é um bicho triste mesmo. Ela pode estar vivendo com um cara lindo, em um relacionamento estável, sem brigas, sem desentendimentos, pure love. Mas, ela não vai estar plenamente satisfeita. Alguma coisa ela vai achar nele que a incomode. Talvez nem seja nele, seja nela. Ela sempre vai sentir falta de um temperinho. Na verdade, ela não vai querer um temperinho qualquer, não é uma salsinha qualquer que vai satisfazê-la. No fundo ela quer mesmo é uma pimenta, daquelas bem picantes e bem raras, uma Pimenta Caiena. Falando nossa língua: o que é fácil ela não vai querer, ela vai querer o mais difícil. Ou seja, o platônico. Dá pra começar a me entender?

Toda mulher sonha com uma grande paixão. Uma paixão arrebatadora; daquelas pra não se esquecer nunca mais; que provoca suspiros involuntários; que tira o fôlego só de lembrar; que faz ela se aventurar fazendo coisas escondidas; que faz ela arder de desejo e de amor. Não precisa ser uma paixão para a vida toda, para casar e ter filhos ao estilo Sazón. Pode ser uma paixão passageira. Pode ser uma paixão só pra ficar na memória. Uma paixão forte feito alcaparras! A paixão vai ser melhor ainda se for uma conquista obtida depois de uma batalha de longos anos. Aquela paixão com um amor platônico que, felizmente, um certo dia, deixa de ser platônico. Há pouco fiquei sabendo de uma tia que já está casada, tem 40 e poucos anos e ainda tem uma paixão platônica. Isso é injusto! Totalmente, absurdamente injusto! Nenhuma mulher deveria amar sem ser correspondida. Hmmm... mas se a paixão for correspondida, será um paixão Malagueta. Essa sim é A PAIXÃO!

Paixão platônica até que é divertida. Aquele frio na barriga só de passar pela pessoa amada. Aquele disparo acelerado do coração. Aquela gagueira ao falar com ela. Ou aquela vermelhidão no rosto, um típico pimentão! Mas essa paixão é divertida até certo ponto. Depois de um tempo perde a graça. Pior ainda, se a paixão for correspondida por alguns dias, poucos, não o suficiente para matar o desejo. Nennhuma mulher é capaz de se contentar com Gergelim, se sempre quis provar um Gengibre! Toda mulher deveria se casar com sua ex-paixão platônica! Aí sim o mundo seria perfeito e teria o tempero ideal.

4 comentários:

  1. mazaaa tri entendida dos temperos então, hahaha
    mas, não tenho te dito isso desde março? mulheres não ficam satisfeitas nunca (ou quase nunca)

    beijão

    ResponderExcluir
  2. Ai amigaaa, esse teu testo dá uma foooome...!
    hehehehehe

    Pimenta neles, Tata!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Ai amigaaa, esse teu texto dá uma foooome...!
    hehehehehe

    Pimenta neles, Tata!!!!!

    ResponderExcluir
  4. por favor... apaga o primeiro post uahuahauhauhauha

    e esse tbm

    bjo

    ResponderExcluir

Feedbacks sinceros me interessam. Go ahead!