2 de mar de 2007

Perda de tempo, é perder tempo!

Ontem, às 19h, tive total certeza de que livros são essenciais. Livros são ótimos para distrair, informar, alimentar ou saciar nossa curiosidade, aguçar nossa criatividade, fazer-nos viajar sem sair do lugar, fazer-nos entrar na história e NUNCA são uma perda de tempo. Digo isso, porque me dei conta de que quando falo que estou perdendo tempo, nem sempre estou.

Em uma fila gigantesca que durou duas horas, no setor financeiro da minha faculdade, percebi que enquanto muita gente se exaltava quase arrancando os cabelos, eu lia. Isso mesmo, logo eu, que sempre fui uma das primeiras a fazer escândalo em situações que considero desrespeitosas e injustas. Me dei conta de que meu escândalo não iria solucionar o problema e que eu, realmente, ia perder toda minha aula devido àquela fila, então o jeito era tentar ficar calma. Até porque eu não estava deixando de aprender ao ler. Só não estaria aprendendo o que o professor queria ensinar, é claro. Logicamente que essa postura não deve ser adotada em todas situações. Quando meu pai estava esperando para ser atendido pelo SUS não fui nem um pouco passiva. Gritei, chorei, esperneei, e não parei quieta até ele ser atendido. Mas no caso da fila da faculdade eu não tinha nenhuma situação de risco para apelar. Eu não estava doente ou grávida, não era idosa e não tinha nenhuma deficiência física ou mental. A solução daquele problema não iria ser imediata. Sendo assim, respirei fundo, encontrei uma cadeira, e me sentei. Abri o livro e comecei minha leitura tranqüilamente. E então, fiquei calma, pois eu não estava perdendo tempo, afinal, eu estava lendo. É possível alguém perder tempo se distraindo, se informando, alimentando ou saciando a sua curiosidade, aguçando sua criatividade, viajando sem sair do lugar e entrando em uma história que não é a sua? Tenho certeza que não.

Provavelmente, muitas pessoas achariam como saída esperar em uma fila ouvindo música para distrair. Uma boa alternativa, mas, particularmente, não acho essa a melhor. Porque ao ouvir música eu continuo no mundo estressante das filas. Eu estou vendo as pessoas inquietas e não várias palavras que prendem toda minha atenção. E se estou lendo um livro, estou fora daquela fila, estou viajando pra bem longe.

Portanto, decidi que nunca mais ando sem livro na bolsa ou na mão. Nunca se sabe onde pode ter uma fila ou uma situação de espera. Eu por exemplo leio quase sempre esperando. Esperando o ônibus chegar na parada, dentro do ônibus esperando chegar ao meu destino, caminhando pela rua esperando para chegar em casa, na faculdade esperando a aula começar, na fila do banco, na fila de qualquer setor administrativo que eu tenha que ir, enfim, estou pensando seriamente em levar um livro comigo pro supermercado quando eu for, assim as filas serão menos entediantes. Se bem que no mercado sempre roubo uma revistinha, leio, e antes de chegar no caixa devolvo ela. Mas de qualquer maneira, acho livros bem mais interessantes que músicas ou qualquer outro tipo de distração. Se eu tivesse grana comprava um sempre que encontrasse algo do meu agrado e até esperaria um longo tempo na fila de uma livraria para comprá-lo, afinal, nessa fila, com certeza, eu estaria lendo.

3 comentários:

  1. Ok, estou à par da existência desta fila! Hihihih, o Thiago tb passou por essa!
    Enfim, a teoria é ótima. Mas sobre a música, o Thiago discordaria. Ele costuma andar com um discman que se tornou o refúgio dele...um refúgio tão significativo que ele fez uma música chamada "Secret Place", que trata sobre o "lugar secreto, dentro dos meus fones". Válido!
    Eu mesmo sou adepta do livro...já deixei algumas capas em miséria por estarem dentro da minha nada organizada bolsa...desde o ano passado mantinha dentro de uma pasta onde carrego folhas e o meu caderno...já tive como parceiros "Alice no País das Maravilhas" de Lewis Carrol e "As Cartas de Um Diabo ao Seu Aprendiz" do meu autor preferido - C. S. Lewis. Atualmente, quando não estou envolvida com um livro, tenho sempre à mão meu novo testamento de bolso...sempre bom de ler!
    Enfim...I lov books...It´s true!
    bjokes

    ResponderExcluir
  2. Antes de tudo, como assim 'a partir de agora eu vai sempre levar um livro na bolsa'????
    Pensei que tu já levava faz tempo. Tu e a Simone são as duas criaturas que mais lêem, que eu conheça.
    Passei por uma situação parecida com a tua não faz muito tempo. O ônibus que tava me levando pra Floripa (Ah, Floripa...) quebrou antes do primeiro pedágio da free-way, isso era meia noite. A gente parou no posto, começaram a se estressar. Percebi que seria dois trabalhos isso, já que nenhuma brabeza iria resolver a situação. Peguei o livro li direto durante quase duas horas.
    Tenho certeza que a espera dos outros passageiros durou mais que a minha.

    ResponderExcluir
  3. Ah, mas música também ajuda!
    Anda com discman (eu não tenho MP3, tu tem?) e livro, bem melhor =]
    Cara... Livros são a melhor coisa do universo, eu leio tanto que quase nunca acabo um =x
    Porque eu to chegando no fim de um livro e acho outro interessante e tenho que me OBRIGAR a acabar o anterior... Enfim... um beijo!

    ResponderExcluir

Feedbacks sinceros me interessam. Go ahead!