18 de fev de 2009

Blog: o lugar ideal para se expressar livremente!

Lendo o blog da Cami esses dias, ela me fez relembrar como foi que me apaixonei pelos livros. Um dia depois disso, comecei a pensar no momento em que me apaixonei pelos blogs. Tudo começou no meu primeiro semestre de Jornalismo na Unisinos em 2005, quando um professor sugeriu que começássemos a exercitar nossa escrita em um blog. Como eu sempre fora uma aluna muito obediente e disposta, pouco tempo depois criei este blog. Tinha um um layout bastante infantil e rosa (ainda não achei um layout que seja minha cara, mas estou em busca e aceito ajuda). Meu primeiro texto foi uma dica de filme: "O exorcismo de Emily Rose". Naquela época eu não sabia que tipo de blog o meu seria. Sequer sabia do que os blogs falavam e qual era sua linguagem (se é que tinha); afinal, o primeiro contato que tive com blogs, ainda na escola, foi com o de um colega que escrevia sobre seus dias, tal como um diário virtual. Acredito que essa era a finalidade inicial dos blogs naquela época.

Com o tempo meu blog foi tomando forma e passei a utilizá-lo para colocar meus pontos de vista sobre o cotidiano, as notícias e a vida. Quando retorno aos meus arquivos antigos vejo o quanto evoluí. Minha escrita ainda era pobrinha e minhas visões ainda infantis. Hoje gosto muito mais dos meus textos, mas não me envergonho dos antigos, afinal, todos evoluem em alguns quesitos não?

Acho que demorou uns dois anos pra que realmente começassem a aumentar o número de comentários no meu blog, mas isso não me desestimulava; afinal, eu o havia criado para exercitar minha escrita e não para receber elogios. Com o tempo passei a ler outros blogs e gostar do que lia. Fiz um blog em conjunto com minha amiga Shaiala onde debatíamos ideias sobre as quais tínhamos pontos de vista diferentes. Não durou muito, mas foi bom para eu gostar ainda mais de blogs e dos debates que eles podiam causar.

Em 2008 entrei pro Tudo de Blog da Revista Capricho no qual permaneço ainda esse ano, felizmente. A Nathy (nossa chefe) nos manda pautas que devemos cumprir em determinado prazo. Através disso, comecei a conhecer novos e interessantes blogs e a ter mais comentários que me estimulavam ainda mais a continuar escrevendo. Achei muito mais interessante ler blogs do que sites de notícias, pois o que me estimulava era justamente ver os pontos de vista das pessoas em relação a determinados assuntos. A dita isenção da mídia não me era suficiente. Eu gostava de ler as opiniões escancaradas pra que eu pudesse concordar ou discordar. Assim, estabeleci relações com alguns colegas blogueiros, discordando ou concordando com eles através dos nossos comentários, mas sempre respeitando e deixando claro que era justamente aquela liberdade de expressão que me fazia tão bem.

Hoje, muitas vezes dispenso jornais (que vergonha, já que faço Jornalismo) para visitar blogs que gosto e que me acrescentem algo de bom. Visito blogs de cultura, moda, contos e crônicas e de críticas sociais. Me mantenho informada e mantenho debates inteligentes que me renovam constantemente abrindo minha cabeça.

Bom, além de não conseguir ficar muito tempo sem ler os blogs que mais gosto, também não consigo ficar muito tempo sem escrever no meu. É como respirar. Se fico muito tempo sem escrever, me falta o ar. Preciso entrar nessa página e xingar, extravasar, elogiar, inventar ou filosofar pra me sentir mais leve. Meu blog me dá a liberdade que não terei na minha profissão dependendo de que rumo eu seguir. A liberdade de dar a minha opinião de forma escancarada sem medo de represálias por não manter a imparcialidade.

Certa vez, na cadeira de Jornalismo de Variedades, minha professora falou que os textos para o blog que estávamos criando em conjunto deveriam ser curtos para que o leitor não desistisse de ler. O que eu havia entendido é que ela queria dizer que existia uma linguagem para blogs, o que me deixou puta. Era só o que faltava, o único meio livre que tenho para escrever também ser padronizado. Felizmente, o que o que ela quis dizer era que para o blog que estávamos desenvolvendo naquela aula deveríamos respeitar um limite para sermos justos com os colegas. Sim, porque pra mim blog tem que ser livre. Não tenho o intuito de obrigar ninguém a ler meus textos. Se a pessoa realmente estiver interessada ela continua lendo e, se não tiver, tem total liberdade de ir pra outra página. Hoje, por exemplo, escrevi esse texto gigantesco mesmo tendo outras prioridades por pura necessidade de respirar (se você chegou até essa linha me sinto lisonjeada, se não, azar o meu!) Mas amanhã, posso vir a colocar uma pequena frase que sintetiza meus sentimentos naquela dia. Meu blog é meu e nele quem manda sou eu!

Lamentavelmente, o que não faltam por aí são críticos. Dizem que blogs não servem pra nada e que as pessoas que neles escrevem não tem futuro. Concordo que existem muitos blogs bobos e fúteis que não terão futuro mesmo. Mas quem disse que aquelas pessoas que neles escrevem querem algum futuro? Elas querem apenas ter a liberdade de escreverem seus sentimentos na rede e contarem com os conselhos de pessoas de fora. Custa deixar essas pessoas em paz. Felizmente, têm pessoas que valorizam blogs bons e buscam a colaboração desses blogueiros para enriquecer seus sites e publicações. Como sempre digo, são as exceções que abrem novas portas nesse mundo!

P.S: Exemplo de pessoas que incentivam o que há de bom em blogs é a Capricho que dá oportunidade pras gurias mostrarem o quanto podem ter ideias legais e escrevê-las muito bem e o site E-Blogue que está valorizando blogueiros que tem algo de bom pra falar ou mostrar!

18 comentários:

  1. nossa amei demais!
    Blogs, eu tbm amo, tipo por tua causa criei o meu, por isso que sempre me inspiro em ti, por mais parecidos sejam nossos pensamentos também né, sei lá acho que também nao consigo deixar de escrever, quando eu tinha perdido minha senha parecia que eu tinha largado alguma coisa muito importante de mao, ai que eu vi que larguei mesmo nao é?
    Amo escrever, as vezes eu desabafo muito nele, porque talvez nao tenha tanta gente pra contar as coisas em casa, e nem sempre tu ta no msn né po!
    asdkjsd´dsap´kdsasda
    beijos TE AMO! FOREVER! ♥_♥

    ResponderExcluir
  2. Tássia!

    Primeiro quero te agradecer pela menção do meu blog.
    Depois te dizer que, me sinto feliz por ter contribuído com teu pensamento ainda que, indiretamente.

    E amei esse teu texto. Para mim os blogs são bem isso que você disse: um espaço democrático do livre pensamento.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Amei seu bolg! vou virar visitante ;)
    "Mas quem disse que aquelas pessoas que neles escrevem querem algum futuro? Elas querem apenas ter a liberdade de escreverem seus sentimentos na rede e contarem com os conselhos de pessoas de fora."

    Falou tudo!!
    bjs!

    ResponderExcluir
  4. Blog = fatos cotidianos + personalidade + liberdade de expressão...


    saudade xuxuzão

    ResponderExcluir
  5. adorei teu blog assim! nossa melhorou uns duzentod porcento... n conseguia ler muito bem antes hehehe, pouco míope a guria.

    Bjus more

    obs: belo lombo

    ResponderExcluir
  6. Opa! Meu e-mail é andreursipedes@gmail.com . Se não der trabalho, me passa o texto do Herbert? Obrigado!

    ResponderExcluir
  7. Oi!

    Estou passando para conhecer teu blog e te convidar a conhecer o meu blog: http://www.priemforma.com

    Essa semana até sábado tá rolando um super sorteio de um kit da mix use.

    Te espero lá!

    http://www.priemforma.com/?p=459

    Se preferir digite no google "Pri em Forma"

    Boa Sorte!
    Pri em Forma
    BLOG: http://www.priemforma.com
    EMAIL: priemforma@priemforma.com

    ResponderExcluir
  8. oii, sempre visito seu blog e adoro! da uma passainha no mu se puder

    ResponderExcluir
  9. Acredito que os Blogs foram o maior achado da net neste ultimos 5 anos. Aqui podemos nos expressar de uma forma livre, fazendo amizades sadias com pessoas de todo o País e de outros países. Bjus.

    http://so-pensando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Sempre achei legal a ideia de ter um blog, e sempre aompanhei vários,inclusive o crônicando.
    Decidi criar o meu mês passado, e foram exemplos como este que me inspiraram na criação do meu...

    é uma forma de mostrar ao mundo oque se passa dentro da propria cabeça.

    Bezitos

    ResponderExcluir
  11. Perfeito o texto! Eu acho que um blog ajuda muito sim. Eu escrevo desde os 13 anos de idade e, quando tinha uns 16 axho, tive meu primeiro blog. Era bobinho e tinha mais poesias meladas. Mas fui aprimorando minha escrita, e em 2007 fiz o meu atual blog, e o levo muito a sério. Por meio dele descobri que quero ser jornalista, descobri que é legal mostrar o que se pensa e outra, que há amizade real on-line, não só aquele "oi, como vc tá?" do orkut e do msn.
    Seu texto foi longo sim, mas em momento algum cansei de lê-lo. Tentei o TDB, e tô esperando o resultado!
    :D

    ResponderExcluir
  12. Putz, escrevi axho...
    o x eh ao lado do c...¬¬
    e eu, paranóica com a grafia. :P

    ResponderExcluir
  13. Os blogs são excelentes, pois só o fato das pessoas se motivarem a escrever, a buscarem informações num país um tanto avesso à leitura e à escrita é para ser comemorado e muito.

    Não há limites para se escrever em blogs. De fato há aqueles que recriminam textos longos - e geralmente são aqueles que preferem ler uma pequena sinopse com 2 ou 3 linhas e logo depois...tome lá um videozinho engraçadinho. Mas se a pessoa desenvolve bem o seu texto não há razão para "pautar" o tamanho ou o "limite de caracteres" deste. Vou exagerar, mas seria uma espécie de "censura branca".

    abs! E parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  14. Nossa, deixa respirar.. (respirando..)
    Deu! hehehe
    Tava afim mesmo de escrever hein?! Gostei! Bacana o teu auto/pró/hiper/ultra/mega/super incentivo aos blogueiros.
    Eu precisava disto, confesso..
    Mas não me peça tanto fôlego tb né?! To ficando velho! auhauhauhauhuha
    O que mais me intrigou é que ninguém precisa ser um literário da academia brasileira de letras pra entender que o blog é uma forma de expressão livre e que atinge muito mais mentes do que, às vezes, muito jornal popular por aí.
    Olha teu email depois!
    bjão!

    ResponderExcluir
  15. Olá, eu adoro seu tataj.blogspot.com blog. Existe algo que posso fazer para receber atualizações, como uma assinatura ou alguma coisa? Lamento que eu não estou familiarizado com RSS?

    ResponderExcluir

Feedbacks sinceros me interessam. Go ahead!