8 de mar de 2009

Nem bons, nem maus.


O ser humano não é bom, nem mal por inteiro. O ser humano é bom e mau. Num dia altruísta, noutro egoísta. Num dia com a razão, noutro não. Num dia amado, noutro odiado. Ou ainda, num dia amando, noutro odiando.


Somos pais excelentes, maridos ruins. Somos ótimos amigos, péssimos irmãos. Somos vizinhos simpatissíssimos, colegas arrogantes. Aos olhos das outras, somos o namorado ideal e, aos olhos da namorada, aquele que deixa a desejar. Somos estudantes esforçados, profissionais decadentes. Somos mães dedicadas, cidadãs incoscientes. Somos louvados por amigos, e detestados por desconhecidos. Somos bons amantes, maus parceiros. Somos o orgulho e a vergonha de uma nação. Somos quem morre e quem mata. Somos quem sonha e quem fracassa. Somos tudo e somos nada.

3 comentários:

  1. o que se revela akele ditado: ninguem é perfeito!

    bejoos

    ResponderExcluir
  2. Esse texto é teu, Tássia?
    Muito bom mesmo.

    beijos

    ResponderExcluir
  3. que postagem excelente!
    parabéns! vou até salvar pra mim, pq realemnte adorei.

    ResponderExcluir

Feedbacks sinceros me interessam. Go ahead!