1 de mar de 2009

O inferno são os outros

A frase "o inferno são os outros" de Jean-Paul Satre, é mais uma das máximas que explicam minha visão de mundo e tentam me explicar pros outros. Já deixei outros exemplos de frases com intenção semelhante como: "O pior dos nossos problemas é que ninguém tem nada com isso.", "Se eu amo meu semelhante? Sim. Mas onde encontrar o meu semelhante?”, "Eu não sou eu, sou o momento: passo.” ou ainda a que considero a melhor de todas "Amai-vos uns aos outros é muito forte para nós: o mais que podemos fazer, dentro da imperfeição humana, é suportarmo-nos uns aos outros.” Todas essas últimas do meu gênio Mário Quintana. Mas voltemos a Satre. A frase dele pra mim é fantástica. Digo isso porque a maioria das minhas preocupações e incomodações envolvem os outros. Como eu costumo dizer pras minhas amigas: "Ah, sempre os outros...". Eu perco a paciência com os outros. Quem tira meu sono são os outros. Eu não confio nos outros. Eu brigo com os outros. Eu choro pelos outros. Eu falho pelos outros. A origem dos meus males não sou eu, são os OUTROS.


Vocês até poderiam dizer que a origem da minha felicidade também vem dos outros. Até faz sentido. Mas no meu caso, nos últimos anos, os momentos de felicidade que vivo não vem dos outros, mas sim de mim. É quando estou de bem comigo mesma e sem sofrer interferências dos outros que me sinto plena. Quando estou num momento em que eu mesma me basto é quando o sentimento de felicidade é maior dentro de mim. Digo isso porque, poucas vezes os outros me proporcionam o céu, apenas o inferno. Vocês podem até dizer que sou revoltada ou azarada já que não estou rodeada pelas pessoas certas. Pior ainda, vocês podem estar certos. E, se tiverem, o jeito é eu rezar pra que as pessoas certas me rodeiem. Graças a Deus tenho boas pessoas ao meu redor, mas talvez eu precise de MAIS.


Como já diz a música de mesmo nome dos Titãs, há um trecho que também me cabe: "Se todo mundo acha, que estou errado, eu acho que não. Se todo mundo acha, que estou louco, eu acho que não. O problema não é meu. O paraíso é para todos. O problema não sou eu. O inferno são os outros, o inferno são os outros. Não tenho amigo, nem inimigo. Não me engano mais. Ninguém vive em paz. Não uso relógio. Não escondo a idade. Não ouço conselho. Nem falo a verdade."

5 comentários:

  1. E como diriam o Capital Inicial, "seu for ligar pro que vão falar não faço nada!". Bjus.

    http://so-pensando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Meu caso é bem diferente. Os outros até me deixam meio estressada, mas eu sou a origem de muitos, ou melhor, da maioria dos meus males.
    Vc pode estar pensando: "então se trata!!!" rs!
    Mas esse é o preço que eu pago por pensar "demais": vivo cheia de caraminholas e elas me enlouquecem!
    Bom, já estou pondo a culpa nas caraminholas!
    E o pior, não tem botão "off" na minha cabeça!

    Bjos.

    ResponderExcluir
  3. O teu problema é que tu passa muito tempo sem me ver! hahaha

    beijos

    ResponderExcluir
  4. O teu problema é que tu passa muito tempo sem me ver! hahaha

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Sou tão desligada que pouco me importo com o mundo a minha volta.

    ResponderExcluir

Feedbacks sinceros me interessam. Go ahead!