13 de jun de 2009

Governadora sanciona Lei da Solidariedade

Ontem (12), após dois anos de amplas discussões, foi sancionada pela Governadora do Estado, Yeda Crusius, a Lei Estadual da Solidariedade. O projeto que deu origem à lei propunha a obrigatoriedade por parte dos políticos gaúchos de doar 50% do seu salário do mês de outubro a instituições infantis carentes do Estado todos os anos. A lei deverá ser publicada no Diário Oficial ainda hoje pela manhã. A previsão é de que entre em vigência antes de outubro deste ano.

Após a sanção, a Governadora declarou que há necessidade de o poder público dar o exemplo para o restante da população, mostrando o quanto a solidariedade é importante para a construção de uma sociedade mais digna. A aprovação unânime na Assembléia Legislativa anteriormente também serviu como pedido de desculpas aos eleitores diante dos sucessivos casos de irregularidades cometidas por deputados há bem pouco tempo.

Utopia? Talvez. Mas como diria John Lennon, “o sonho não acabou”. A reportagem que eu gostaria de ter feito, ainda não foi feita. Mas quem sabe, quando eu me formar, eu tenha o prazer de atrair muitos leitores mesmo que a reportagem impactante não seja trágica, e sim feliz, mas não menos chocante. E quem sabe, até lá, algum político entenda porque está onde está e pra quê. E quando esse dia chegar, talvez seja o Rio Grande do Sul o maior exemplo pro resto do país. E assim poderemos cantar ainda com mais orgulho: “sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra”. Fica aqui minha sugestão. Talvez o governo mude até isso acontecer. Ou talvez nem aconteça. Mas acreditar não faz mal a ninguém.

4 comentários:

  1. Pura hipocrisia! Para "dar exemplo", não precisa sansionar Lei alguma! Essa senhora está até a tampa de denúncias de corrupção, talvez tal iniciativa seja para tirar o foco do turbilhão em que está envolta. Bjus.

    http://contesta-acao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Legal, essa lei. Apesar de, também ficar horroziado com as notícias da política estadual, acho que devemos saudar boas iniciativas como essa.
    Entretanto, metade do salário dela vai para instituições também? Mais bonito é ver todos os poderes e não apenas os deputados...

    ResponderExcluir
  3. Gente, essa lei é de mentira tá? Que bom se fosse verdade!!!

    ResponderExcluir
  4. Gente, essa lei é de mentira tá? Que bom se fosse verdade!!!

    ResponderExcluir

Feedbacks sinceros me interessam. Go ahead!