Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2009

Tolerância Zero

Não acho que o fato de eu não gostar de certas coisas me torne uma pessoa chata. Talvez irritada, geniosa, intolerante. Mas vejo nisso um lado bom. Afinal, não finjo estar satisfeita com algo só pra agradar aos outros. Quando o assunto é satisfação, prefiro agradar a mim mesma. E se isso é egoísmo, beleza. A vida é curta demais pra vivermos só pros outros. Enfim...vamos à lista de algumas "pequenas" coisas que me tiram do eixo. Porque pra me tirar do sério não precisa muita coisa não, viu? À elas: * Deixar a porta entreaberta (Fecha ou abre, ok? E, se for abrir, bate antes e espera a resposta). * Ficar falando sem parar de um assunto que não me interessa (geralmente demonstro que não me interesso respondendo com "ahãns" e não olhando pra pessoa e sim pra TV, computador, jornal ou minhas próprias mãos). * Bagunçar o que organizo (principalmente meu guarda-roupas). * Não deixar que eu coma em silêncio ("a hora da refeição é uma hora sagrada" - se tem algo que …

Meu mundo, seu mundo.

Colaborar pra que o mundo seja melhor é tarefa árdua, mas possível. É aquela velha máxima de que se cada um fizer a sua parte, por menor que seja, o todo será bastante beneficiado. Ambientalmente falando, procuro colaborar colocando lixo no lixo (inclusive os chicletes que muitos cospem por aí e os papéis de bala), fechando a torneira enquanto escovo os dentes e apagando as luzes durante o dia, pois o sol entra pelas janelas. Socialmente, tento ser generosa e educada, principalmente com estranhos ("principalmente", pois é justamente por não conhecê-los que não os julgo, conseguindo assim ser bem mais gentil); diante disto, dou lugar pros idosos no ônibus, distraio-os conversando quase sempre sobre o tempo (meteorológico ou "novos tempos"), sorrio e dou "bom dia" pra todos conhecidos que me cercam e até desconhecidos que esboçam um meio sorriso (com meus grandes dentes à mostra, obrigo-os a retribuirem minha alegria por estarmos vivos sorrindo de volta). Ag…

Pílulas de reflexão

Trechos de um livro
"Sou autoritária, teimosa e um verdadeiro desastre na cozinha. Peça para eu arrumar uma cama e estrague meu dia. Vida doméstica é para gatos." Comentário: Sim, arrumar cama, cozinhar, lavar louça ou fazer coisas similares acabam comigo, ainda mais se solicitadas, mesmo que com educação. Já falei isso uma vez aqui e repito, mesmo que, novamente, soe mal: a verdade é que fazer favores me irrita. E, geralmente, essas coisas são favores. Lavar a louça seria um favor pra minha mãe, sogra, amiga. Arrumar a cama, um favor pro meu namorado. Cozinhar, um favor até pra mim, pra que eu mesma não fique com fome (mas não deixa de ser um favor). Favores tiram meu foco. Sendo assim, não me peçam e muito menos mandem. Porque quando resolvo arrumar as coisas por livre e expontânea vontade, elas ficam demais. Porque apesar de odiar esse tipo de favor, adoro organização. Acreditem!
"Vivo cercada de pessoas, mas nunca somos nós mesmos na presença de testemunhas." Comen…

Pílulas de reflexão

A Magia dos Livros "Livros são convites à cumplicidade entre autores e leitores. Enredos construídos em parceria. A bagagem de um, a estrada do outro. O feliz encontro entre talento e desejo. O escritor desatando os nós, o leitor desafiando sua própria linha de interpretação. Ao contrário de outros meios, o consumo do livro é liberto do tempo e do espaço. Cada leitor tem seu próprio ritmo, sua cadência diante das surpresas relevadas linha por linha. Há livros que você absorve num só gole. Há outros que vai saboreando aos pouquinhos. Às vezes, você quer pular as páginas para desvendar a trama, em outras, não admite que a história termine. E sempre é possível ler e reler, em qualquer momento ou lugar, criando outros palcos e novos personagens no cenário da sua imaginação. E como se modificam as obras com o passar das páginas do tempo!"
* Propaganda 55ªFeira do Livro de Porto Alegre

Pílulas de Reflexão

Frases declaradas na Imprensa "Ao longo da História, as religiões, todas elas, sem exceção, fizeram à humanidade mais mal que bem." "Deus não existe fora da cabeça das pessoas que nele crêem". Essas duas frases foram ditas por José Saramago em entrevista ao Segundo Caderno da ZH, dia 21/10/2009, na qual fala sobre seu novo livro, Caim. Com a primeira frase concordo plenamente. E ainda acrescento que as religiões não só "fizeram" mal à humanidade como ainda fazem! Sobre a segunda frase é mais complicado opinar. Mas acho que tem um fundo de verdade sim. Entretanto, posso estar concordando com ela hoje e amanhã não mais. Hoje concordo porque estou cansada de tentar achar justificativas pra tantas injustiças sociais que vejo por aí. A cada notícia ruim que chega até mim fico me perguntando "Onde está Deus?". Não penso que Deus não existe só porque ele não me ajudou nisso e naquilo. Não, não... Não sou tão egocêntrica assim. Até porque acho que se Deus e…

Pílulas de reflexão

Pensando a Sociedade Contemporânea
As aulas de psicologia da faculdade têm sido ótimas. Os conhecimentos que tenho adquirido vêm despertando a cada dia um maior interesse pela área de minha parte. Diante disso, descobri que realmente preciso de mais tempo pra ler tantos bons pensadores que o professor indica com tantas ideias fascinantes e contemporâneas da sociedade. Aula passada ele falou um pouco sobre Zigmunt Bauman (ao lado), nos entregando cópia de uma entrevista concedida por ele ao "O Globo", em abril deste ano. Vale destacar algumas partes, sendo que uma já levei em consideração no texto que escrevi há pouco intitulado "Abstinência Virtual", cuja ideia dele com a qual concordo me inspirou. Pra explicar porque esse cara despertou meu interesse, inicio com o seguinte trecho: "O mundo, como somos induzidos a acreditar, tornou-se um contêiner sem fundo de coisas a serem consumidas e aproveitadas. A arte de viver consiste em esticar o tempo além do limite p…

Pílulas de reflexão

Trecho de um livro "Tenho uma necessidade profunda de viver a escrita. Minha escrita. Viver o destino dos meus personagens. Vagar pelo incomum de suas vidas. Satisfazer a sede do insólito. Do prodigioso. Do inesperado. Acompanhando-os. Entrar em seus corpos e mentes e gozar a pluralidade de ser. A multiplicidade de existir. Ser mil na mais profunda unicidade da essência. Deslizar pela correnteza da aventura. Surpreender-se. Renovar-se. Ousar. Romper. Abraçar o universo. Amar. Sim, a literatura, a escrita, suprem tudo o que eu não possuo nesse momento. A literatura, a escrita, compensam a vida. A literatura, a escrita, são o desejo. Nem mais, nem menos. Sim, antes de serem queima de fantasmas, liberação, são o desejo." (Trecho do livro "O Bárbaro Liberto", de r.r. roldan)

Depois de ler esse trecho do livro, achei interessante a semelhança de pensamento com trechos do meu conto "Incômoda Perfeição". http://www.3ammagazine.com/brasil/incomoda-perfeicao/

Abstinência Virtual

Mal surgiu a Internet e já começaram a surgir as redes sociais. ICQ e Mirc marcaram minha adolescência de forma super positiva, pois fiz amizades bem improvavéis e desejavéis através deles que sairam do virtual pro real. Acontece que, depois que surgiu o Orkut, a vida das pessoas virou um inferno dentro e fora dos monitores. A pena é que muitas acham que estão no céu ao fugirem da solidão se isolando ainda mais por trás de uma máquina onde ela pode ser mais um personagem do que ela mesma. O dito cujo passou a ocupar boa parte do tempo produtivo dos indivíduos, inclusive prejudicando seu desempenho no trabalho ou na hora de estudar. Quem consegue se concentrar no trabalho quando está sozinho na sala com a Internet à disposição? Como estudar pr'aquela prova se o computador é no seu quarto e sempre tem recado ou foto nova pra ver no Orkut seu e dos outros? As pessoas se tornaram dependentes da Internet. E essa dependência é que pode ser um problema. Não da Internet em si, que pode ter …

A maior sorte de todas

Momentos de sorte? Tive muitos. Já ganhei duas bicicletas e um roller em sorteios, vários brindes, bolsa de estudos e muitas outras coisas sem pagar nada. Isso sem falar das encrencas das quais me safei me passando por inocente, é claro. Mas o dia de maior sorte da minha vida, não posso dizer que lembro, porque seria uma mentira das brabas, mas ele existiu, porque muita gente me contou (isso também é uma mentirinha parcial). Foi o dia em que nasci. Tive muita sorte, em vários aspectos. Tive sorte de ficar nove meses quentinha na barriguinha da minha linda mãe sem problemas de percurso e nasci saudável. Tive sorte por dar ao mundo a chance de me conhecer (mazah, pouco modesta, né?). Tive a sorte de ter caído numa família que, apesar dos pesares, eu não trocaria por nenhuma outra, incluindo minha cadela que é a luz da casa. Tive a sorte de, a partir daquele dia como qualquer outro, ter a chance de começar um percurso cheio de sorte, com amigos insubstituíveis que a cada dia me surpreende…

Doses de Felicidade

Pra mim felicidade plena não existe, somente doses de felicidade. Assim, sempre que posso, procuro encontrá-las nas pequenas coisas, pois é quase sempre lá que elas se encontram.
Em algumas delas, a satisfação é garantida. Como tomar um bom banho de sol, livre de qualquer interferência desgostosa, seja lendo um livro, ouvindo música brasileira ou dormindo. Perder/ganhar horas na Internet lendo ótimos blogs de escritores famosos ou não, que me inspiram muito. Bater papo com aqueles amigos cuja risada corre solta fazendo com que quaisquer problemas sejam esquecidos. Ver aquele filme que há horas estou querendo em boa companhia. Tomar um mate doce com minha família no sofá da sala. Ficar observando minha cadela correr pela grama e admirar a felicidade dela que me faz feliz também. Dançar até cansar acompanhada daquela amiga tão doida quanto eu. Conhecer gente nova e interessante. Sorrir à toa pra qualquer pessoa e ganhar um sorriso de volta. Rever pessoas que amo e atestar que ainda me am…

Textos na rede

Cobertura Donna Fashion Iguatemi 2009/2 Acabou o Donna Fashion Iguatemi 2009/2 , mas o gostinho de quero mais ficou...e muito.
Abaixo alguns links onde podem conferir algumas matérias que produzi na cobertura do evento. Além das minhas colaborações, há também as matérias produzidas pelas minhas colegas Manuela Pereira, Gabriela Casartelli e Carol Moura em todos esses sites.
CONFERE!
Entrevista com Laura Krug e Trampo

Universo IPA
http://metodistadosul.tempsite.ws/universoipa/index.php?option=com_content&view=article&id=337:criatividade&catid=43:donna&Itemid=77
JornalistaLSDhttp://jornalistalsd1.blogspot.com/2009/10/estudante-do-ipa-esta-entre-as.html
http://jornalistalsd1.blogspot.com/2009/10/das-ruas-para-as-passarelas.html

Gutenberg na Passarelahttp://gutenbergnapassarela.blogspot.com/2009/10/estudante-de-moda-do-ipa-esta-entre-as.html
http://gutenbergnapassarela.blogspot.com/2009/10/das-ruas-para-as-passarelas.html
Criatividade à mostra
JornalistaLSDhttp://jornalistalsd1.blogs…