Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

"O melhor vem sempre depois... "

Lição do filme (aparentemente frívolo) de hoje: "O melhor vem sempre depois... ". Entender a moral da história (de tudo) é simples, não precisa de muito, só da coragem que o 'depois' exige. Essa epifania só é digna dos poucos que arriscam viver a moral da história. Sexta!
Trilha da melhor cena:




Pior que o melhor de dois Melhor do que sofrer depois Se é isso que me tem ao certo
A moça de sorriso aberto Afasta-me do ego imposto Ouvinte claro, brilho no rosto Abandonada por falta de gosto Pois dores são incapazes E pobres desses rapazes Que tentam lhe fazer feliz De coração não mais roubado Homem feliz, mulher carente A linda rosa perdeu pro cravo
Ingênua de vestido assusta
Agora sei não mais reclama
Escolha feita inconsciente

Minhas quatro paredes

Enquanto eu me maquiava no espelho e ouvia Leoni, na pilha pro show de quarta, olhei meu quarto no reflexo... E vi o quanto gosto do meu quarto, do meu espaço, que é tão eu. Cada coisa guardada de forma excessivamente organizada. E a bagunça também no seu devido e espaçoso lugar. O meu lado forte e o meu lado fraco expostos pra mim e pra quem no meu quarto (na minha vida) entrar. Só na escrivaninha está o creme de cabelos cacheados, os porta-copos de alguns bares que ganhei, os incensos do seu José Martines da Cidade Baixa, as mil canetas que não uso, pois mal sei escrever em papel, as velhas fotos e as mil senhas no mural, os porta recados com esboços de ideias e de afazeres, a bolinha pra eu fazer exercícios pra tendinite enquanto leio, o livro que estou lendo ("Contra um mundo melhor: ensaios do afeto" - Pondé), as lembranças da última viagem, a foto dos meus pais, o ingresso do show...
Nos meus pés, o porta-coisas, as havaianas que usei à tarde pra passear na rua, os livr…