Pular para o conteúdo principal

Para refletir




Story Of a Man

You spend most time
Trying to figure out
Why you can never figure out just what you're trying to figure out?
Spend more time living

You spend most time
Searching for the love that'll be searching for your love
You love to save your love for love
Spend more time loving

You spend most time
Talking 'bout yourself and how it matters to yourself
More than to anybody else
Spend more time listening

You spend most time
Judging everything as if you ever knew a thing
There's more to things than just one thing
Spend more time respecting

You spend most time
Worried 'bout what's to say about your silly little ways
Isn't that silly, anyway?
Spend more time flowing

You spend most time
Fussing, bluffing, hating all times
Bleeding

#That`s it!

Comentários

  1. Just wіsh to saу уour article iѕ aѕ amazing.

    The cleaгnеss in yοur poѕt is simply coοl and і cοulԁ assume you're an expert on this subject. Well with your permission allow me to grab your RSS feed to keep up to date with forthcoming post. Thanks a million and please carry on the gratifying work.
    Also see my website > V2 Cigs

    ResponderExcluir
  2. excellent post, very infоrmаtive. I'm wondering why the other specialists of this sector don't understand this.
    You should pгoсeed youг writing. I am confіdent, уou have a
    great reаdеrs' base already!

    Stop by my web blog - onzrocks.com
    Also see my web site - portal.bjs-it.com

    ResponderExcluir
  3. oZzy moved away some time ago, I miss his cock, and I'm always hungry for making love.
    FUCK MY PUSSY!

    My web-site - hcg injections

    ResponderExcluir
  4. .

    Último informe: O rato de laboratório escapa de cerco policial!

    Estamos aqui, Repórter WEB Virtual Última Hora, ao vivo pra você: interrompemos a programação normal deste blog para informar que, através de uma denúncia anônima, a polícia federal conseguiu chegar ao local do esconderijo do rato de laboratório. Ele estava no quinto andar de um prédio aqui na parte baixa do centro da cidade. Apesar da ação rápida da polícia, o rato conseguiu escapar pela janela, descendo, segurando-se e escorregando pela calha d'agua, enquanto a polícia tentava arrombar a porta. Ao chegar na calçada, haviam alguns policiais federais do lado de fora do prédio que davam cobertura aos homens que entraram e iniciou-se uma perseguição a pé no centro da cidade. Os policiais estiveram bem perto de por as mãos no rato de laboratório, mas, antes que conseguissem, deram de frente com a parada gay que está acontecendo aqui, desde o começo da manhã, nesta avenida principal, e o rato infiltrou-se rapidamente no meio da multidão. Os policiais federais fizeram o mesmo, armados, mas não conseguiram encontrar o fugitivo. Houve uma grande preocupação por parte da polícia, de que sua entrada no meio da multidão causasse um tumulto e atrapalhasse o bom andamento da festa com as cores do arco-íris, mas o incidente passou desapercebido, como vê-se através desta gravação, confira a imagem, na tela:

    - "Bom, dia, meu senhor, o que está achando desta grande festa?"

    - "Ai! Hoje eu sou só alegria. Quero ficar que nem está avenida: coberto de paetês, plumas, confetes e purpurina!"

    - "E o que mais gostou até agora, de tudo que viu por aqui?"

    - "Ahh, adorei as fantasias! São todas chiquérrimas, maravilhosas, coloridas, criativas! Mas mesmo assim é incrível como a-do-ra-mos o básico, porque a fantasia que mais gostei, mesmo, foi a de um homem alto, forte, de bigode, que estava armado e fantasiado com um colete da polícia federal... aaaaaiii, gêeenti... não aguento ver essas coisas... uuuuuuuiii!!!!"

    A qualquer momento o Repórter WEB Virtual Última Hora poderá voltar com mais notícias. Fique ligado. Tenham um bom dia.

    http://progcomdoisneuronios.blogspot.com.br/

    .

    ResponderExcluir
  5. Nevertheless, while using the Bowflex products it really limitations the
    amount of place which is expected to possess a finish property health and fitness
    center.

    Here is my webpage lifecore dumbbells

    ResponderExcluir
  6. It is actually widely are aware that the gap in between the haves
    and have-nots in the usa is rising.

    my weblog ... best adjustable dumbbells

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Feedbacks sinceros me interessam. Go ahead!

Postagens mais visitadas deste blog

A chata existência dos chatos

Faz tempo que quero escrever sobre pessoas chatas, mas é meio difícil falar sobre elas. É que eu me irrito demais com pessoas chatas. Me irrito justamente porque elas são como são, chatas! Pior que isso, têm chatos que, muitas vezes, são legais e, portanto, você não pode ser estúpido com eles, pois se não, até nos momentos que eles deveriam ser legais, eles vão ser chatos. Complicado não?
Eu, que também devo ser chata pra algumas pessoas, não tolero determinadas chatices. Eu as engulo no osso. Muitas vezes, sou grossa, respondo, dou indiretas, ignoro. Mas o chato pós-graduado não percebe e continua me chateando. Vou dar um exemplo. Sou umas pessoa que detesta ser interrompida em qualquer circunstância (absolutamente qualquer circunstância). Não gosto de ser interrompida no banho, no telefone, quando escrevo, quando leio, quando trabalho e até quando não faço nada. Não gosto que me tirem o foco. Devo admitir que nesse sentido sou egoísta. Sempre acho que o que estou fazendo é mais inter…
Infância roubada

Crianças. Será que ainda existem? Em que momento a infância termina, nos dias de hoje? Eu deixei de ser criança parcialmente aos 12 anos, quando achei que as festinhas com a turma eram bem mais divertidas que as bonecas. Mas eu senti a chegada da adolescência normalmente. Percebi que meus interesses estavam mudando, assim como os da maioria dos meus amigos. Foi um processo natural e saudável. Mesmo virando adolescente nunca deixei de agir feito uma criança boba de vez em quando pra me divertir. O ideal é nunca deixarmos de ser crianças, nem que seja um pouquinho só. Mas esse foi o meu jeito de crescer. A maneira como as crianças crescem agora, é muito diferente.

As meninas largam as bonecas bem antes dos 12. Descobrem que é mais interessante maquiar a si mesmas do que maquiar rostos de plástico; As músicas que escutam não são mais ao estilo Chiquititas, Xuxa ou Balão Mágico. Agora a moda é ouvir Rebeldes (que não são órfãs vestidas de forma comportada, mas sim meninas q…

Gente que sabe escutar o outro

Sempre acreditei no poder da fala. No quanto é importante falarmos sobre aquilo que nos incomoda. Falarmos pros outros - amigos, terapeuta - ou pra quem está nos afetando. Talvez ainda acredite, mas apenas com as pessoas certas.
Gosto de falar naturalmente. Faz parte de mim. Assim como gosto de escrever. Além de escrever crônicas, contos e matérias, escrevo muitos emails. Os emails são as cartas que mando quando preciso conversar com quem não gosta de sentar frente a frente e olhar olho no olho. Não culpo, pois cada um tem suas fraquezas. O problema é que essas pessoas que leem minhas 'cartas' nem sempre respondem e, muito menos, as absorvem - o que é pior que não respondê-las. As que o fazem, respondem tão lindamente (mesmo quando a resposta não é o que eu esperava), que posso dizer que são pessoas raras e especiais, pois me deram 'ouvidos' (olhos) e pediram os meus. Sou grata a elas e guardo esses emails especiais com carinho, pois foram aprendizados pra mim.

Mas não e…